sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Justiça para Tod@s

Dezoito anos de prisão foi a pena aplicada ao arguido João Pedro Pinto Verdelho pelo cúmulo de penas resultante dos crimes de perseguição, ameaça, ofensa à integridade simples,ofensa à integridade física grave e qualificada, violação e rapto  da vítima Gardénia Orquídea Sepúlveda e Saavedra e os crimes de injúria e ameaça ao seu pai.
Foi na tarde de quinta-feira, dia 14 de dezembro de 2017, que os alunos do 11.º F e 12.º G participaram na simulação de julgamento de um caso de Violência no Namoro, inserido no Projeto Justiça Para Tod@s. A escola participou pela terceira vez neste projeto que permite conhecer melhor o funcionamento do poder judicial.
O julgamento foi presidido pelo Meretíssimo Juíz de Direito, Maximiano do Vale e coadjuvado pelo Procurador do Ministério Público, Doutor Nuno Leitão. Os alunos desempenharam, com brilhantismo, todos os papéis inerentes a um julgamento, a saber, arguido, vítima, procurador, advogados de defesa e acusação, testemunhas, polícias e jornalista.
A Escola agradece a atenção, disponibilidade e amabilidade com que, muito pedagogicamente, os Senhores Magistrados orientaram todo o julgamento.
Um agradecimento especial à nossa antiga aluna, Drª Raquel Coxo, pelo acompanhamento na criação e desenvolvimento do caso.


















Sem comentários:

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA

Seguidores